sábado, 10 de setembro de 2016

Eu ainda não perdi

Voar e deixar de sentir os pés no chão
Ouvir respirar e o bater do coração
O céu era o limite mas aqui tens um convite
Não há tempo para conversas, o universo é infinito

E então, para onde ir? Onde ficar?
O que fazer? O que pensar?
O que realmente importa?
Se tudo era nada e do nada se fez tudo






Eu não sei e ninguém sabe
Talvez um dia alguém saberá
Talvez um dia alguém descobrirá
Mas esse dia... Não é hoje

Porque hoje já foi ontem
E pouco falta para amanhã
O tempo passa e tudo se transforma
Tão lentamente e ninguém retorna

Pessoas nascem
Pessoas morrem
O ciclo da vida é mesmo assim
Elas vão... Vão e não voltam

E mesmo assim ninguém se importa
Se há guerra ou se há batota
A vida parece um autêntico jogo
Todos jogamos... Todos perdemos


Aqui não há vencedor
Apenas humanos iludidos
Que pensam que têm uma vida melhor
E destroem tudo ao seu redor

Destroem o que lhes foi dado
Com a melhor das intenções
O dado já foi rodado
Não consigo ouvir mais contradições

Se tudo era nada e do nada se fez tudo
Não há tempo para conversas, o universo é infinito
Não consigo ouvir mais contradições
Eles destroem tudo ao seu redor
Elas vão... Vão e não voltam
Todos jogamos... Todos perdemos
Ninguém retorna

Esse dia não foi ontem
Esse dia não é hoje
Esse dia poderá ser amanhã
Ou então não

Desconheço as razões
Desconheço as conclusões

Só sei que eu ainda não venci
Só sei...
Eu ainda não perdi



2 comentários:

  1. ;-; Ani filosofando ;-;
    Eu sempre lembro desse blog a cada 3 meses aldjçdakjdsçdsksh eu gosto dele porque você ainda escreve (bem às vezes) e você faz porque gosta mesmo <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Waaa Luci eu te amo casa comigo eu nao sei o que responder ta bao ja passou mil anos

      Eliminar

A sua opinião é sempre importante! ^-^